Plano de gerenciamento de projetos


03 dez de 2015

Num passado recente, os clientes de equipamentos de bens de capital, montagens industriais ou construtoras, na sua grande maioria não exigiam um Plano de Gerenciamento do Projeto, com controles semanais, como critério de qualificação para obtenção do pedido ou obra.

No máximo, requeriam um cronograma macro, atualizado mensalmente. Esse cronograma era elaborado pelo fabricante somente para atender pedido do cliente. Raramente era usado internamente para auxiliar no processo de planejamento e controle do projeto.

Isso porque a qualidade do cronograma era baixa, o grau de detalhamento pequeno e não era comtemplado a existência de múltiplas obras que disputavam o mesmo recurso. E convenhamos. Gerenciamento do Tempo, explicitado no Cronograma, é uma parcela pequena de Gerenciamento do Projeto.

Mas o cenário mudou. Os clientes estão profissionalizando e tornando-se mais exigentes. O segmento sucro-alcooleiro, por exemplo, ilustra esse fato. Anteriormente, essas empresas eram geridas por famílias. Atualmente, constam em seus quadros, executivos egressos de empresas renomadas como Petrobras, Shell, Texaco, Promon, etc.

Nesse novo ambiente, é pré-requisito a existência de um Plano de Gerenciamento de Projetos, com monitoramento e controle semanal, ou até mesmo um Gerente de Projetos com certificação PMP (Project Management Professional).

Foco no planejamento é essencial. Sair executando tarefas sem ter um plano é dispendioso. Monitoramento e controle, comparado com o plano (as denominadas linha base) são necessárias. Gerenciamento de mudanças, aditivos, pleitos são processos que devem ser incorporando ao plano. Encerramento do projeto, para aprender com os erros (lições aprendidas) são fundamentais para melhoria do desempenho.

O PMBOK – Conjunto de Boas Práticas de Gerenciamento de Projetos – construído paulatinamente pelo PMI desde 1969, aborda o ciclo de vida do projeto, e mostra as atividades das várias Gerencias do Projeto (escopo, custo, prazo, qualidade, suprimentos, comunicações, etc), deve ser adaptado a realidade da empresa e utilizado para gerenciar um gerenciamento de projetos mais profissional.

Isso é ótimo. Auxilia na manutenção da margem de contribuição, lucro, atendimento do prazo, qualidade esperada e satisfação do cliente no atendimento do projeto.

Alguma dúvida? Pergunte aos nossos especialistas.

Compartilhe: